Em destaque

CNH SUSPENSA? CONFIRA AS DICAS DO SODRÉ PARA RENOVÁ-LA

CNH SUSPENSA? CONFIRA AS DICAS DO SODRÉ PARA RENOVÁ-LA

Sem a Carteira Nacional de Habilitação fica mais difícil exercer aquele direito básico do “ir e vir”, e é ainda mais complicado se as estradas são tão importantes para garantir seu trabalho e sustento, não é? Já que a CNH é o documento necessário para poder dirigir pelo país.

Mas, se você já atingiu os 20 pontos máximos de penalização e foi notificado sobre a suspensão da sua CNH, não significa que você tenha que entregar o documento imediatamente. Ainda há chance de defesa prévia, que pode ser levada ao JARI – DETRAN e, ainda, ao Cetran, em caso de respostas negativas.

Agora, se você já tentou reverter a situação e seu pedido foi indeferido em todas as instâncias ou perdeu o prazo para a defesa, é hora de utilizar o tempo que ficará inativo das rodovias para renovar a sua carteira de forma segura – a suspensão pode durar de seis meses a um ano ou de oito meses a dois anos, nesse último caso, quando os 20 pontos forem alcançados no período de um ano.

Como voltar a dirigir?

Com a CNH suspensa, você não precisa enfrentar todo o procedimento para retirada do documento como na primeira vez – por isso, não pense em dirigir sem a CNH por mais que você precise, pois se ela for cassada, o processo se complica.

Primeiro é preciso entregar sua carteira em uma Unidade de Trânsito, onde receberá autorização para realizar um curso de reciclagem, com duração de 30 horas, oferecido pelo Detran SP e Centros de Formação de Condutores (CFCs/ autoescolas).

No curso, serão revistos conteúdos da legislação do trânsito, direção defensiva, primeiros socorros e relacionamento interpessoal. Já com o conteúdo renovado na memória, você deve acertar 21 das 30 questões de uma avaliação para conquistar o volante novamente.

É bom lembrar que, desde maio do ano passado, os motoristas profissionais com CNH categoria C, D e E podem fazer o curso de reciclagem quando tiverem entre 14 e 19 pontos para zerar a pontuação e evitar ter a carteira suspensa.

Não se esqueça: o Exame Toxicológico é exigido para a emissão e renovação da CNH nas categorias C, D e E, agilize o processo e compre o exame sem sair de casa no www.sodretox.com.br.

10 DÚVIDAS COMUNS SOBRE O EXAME TOXICOLÓGICO

O exame toxicológico é obrigatório para profissionais do transporte nas categorias C, D ou E desde 2015, mas ainda é alvo de muitas questões dos motoristas. Neste post, vamos esclarecer 10 dúvidas sobre o exame toxicológico que você tem, mas nunca teve coragem de perguntar. Vamos lá!

1 – O que é o exame toxicológico de larga janela de detecção?

O exame toxicológico é um exame capaz de identificar na queratina presente em uma amostra de cabelo ou de pelo a presença de substancias psicoativas como cocaína, maconha, anfetaminas, metanfetaminas, opióides, entre outras.

2 – Como o exame toxicológico é feito?

Quando um paciente usa drogas, 6 dias após a ingestão, a substância é absorvida e fica armazenada na queratina presente nos fios de cabelo e pelos do corpo. É a partir da análise de amostras dessa queratina que o exame toxicológico é realizado.

3 – Não tenho cabelo. E agora?

O exame toxicológico também pode ser realizado por meio da análise de pelos do corpo. Neste caso, segundo normas do DENATRAN, é necessário que os pelos tenham no mínimo 1 cm.

Caso não possua pelos com este comprimento, é possível solicitar a realização do exame por meio da coleta de unhas, que só permitida se o paciente apresentar atestado médico comprovando que sofre de doença alopecia.

4 – Usei drogas no final de semana. Elas serão detectadas no exame?

As substâncias levam de 6 a 7 dias para ficarem impregnadas na queratina dos cabelos, mas o tempo pelo qual elas continuarão ali varia em função de diversos fatores, como a absorção de cada organismo, quantidade ingerida, frequência de uso e outros.

Vale lembrar que o DENATRAN determina que seja analisado o histórico de uso dos últimos 90 dias.

5 – Quais drogas são detectadas pelo exame toxicológico?

O exame toxicológico é capaz de detectar com precisão a presença de diversas substâncias psicoativas, porém as substâncias solicitadas para finalidade de emissão/renovação de CNH e pelo Ministério do Trabalho são:

Anfetamina (Rebite);

Cocaína e derivados, como o crack;

Codeína;

Ecstasy, conhecido como “bala” (MDMA, MDA, MDE);

Maconha e seus derivados, como skunk e haxixe;

Metanfetaminas, como meth, ice e speed;

Heroína;

Morfina;

Mazindol.

6 – Álcool e cigarro são detectados no exame toxicológico?

Álcool e cigarros não são testados no exame toxicológico, mas o álcool pode ser detectado em outros tipos de exame caso você solicite essa informação.

7– Tomo remédios com anfetamina. Meu exame vai dar positivo?

Neste caso é preciso apresentar a receita médica na data da coleta e assinalar o uso do medicamento.

8 – Qual é a validade do exame?

O exame toxicológico com finalidade CNH precisa ser inserido na base do RENACH em até 15 dias corridos após a data de coleta. Vale lembrar que, para sua comodidade, o DENATRAN não exige que você retorne ao Detran com o laudo em mãos: basta ir diretamente ao órgão e retomar o processo da sua habilitação.

Mas, se preferir retirar seu exame, consulte o prazo de acordo com seu local de coleta. A média é de 5 dias úteis.

9 – Posso me contaminar com roupas, bonés ou contato físico com alguém que usa drogas?

Não é possível se contaminar ou ter um resultado falso desta forma. Somente a administração de substâncias por qualquer via pode levar a um resultado positivo.

10 – Preciso fazer o exame toxicológico, e agora?

Ligue para o 0800 777 8547 ou acesse o site www.sodretox.com.br e consulte o posto de coleta mais próximo de você ou de sua rota.

SAIBA COMO SE PREVENIR DE FRAUDES NO EXAME TOXICOLÓGICO

Quem trabalha nas estradas está sempre atento. Mas, quanto mais informações, melhor, não é? Desde que a Lei Federal 13.103 passou a vigorar no país, em março de 2016, os motoristas profissionais ficaram obrigados a realizar o exame toxicológico, que se torna cada vez mais importante – desde 2017, o Caged passou a exigir informações das empresas sobre os dados do exame toxicológico de seus motoristas.

E, com inúmeros relatos de fraudes nos exames, além de se atentar para a obrigatoriedade, eles precisam agora se prevenir contra golpistas.

Há quem esteja vendendo atestados falsos e com um preço, geralmente, três vezes maior. Muitas vezes, os criminosos fazem a abordagem já no Centro de Formação do Condutor (CFC) e em laboratórios, oferecendo uma pessoa para fazer o exame no lugar do postulante ao exame.

Além de pagar a mais por um serviço ilegal, a pessoa ainda cai em golpe de estelionato, pois, em muitos casos, os exames são falsos, inclusive com erros de ortografia.

Sem correr riscos: apenas credenciados

Se você está em dúvida sobre qual laboratório escolher para realizar seu exame toxicológico, o primeiro passo é checar no site do DENATRAN a lista de laboratórios credenciados, são apenas esses que podem realizar o seu exame. Não seja atraído por preços muito baixos, um laboratório credenciado precisa ter uma equipe treinada, seguindo orientação do CONTRAN.

Há uma série de fatores que devem nortear a sua decisão. Escolha um laboratório confiável, com experiência de mercado, que lhe gera bom custo-benefício. É importante que você saiba que obterá um laudo seguro.

Coleta excessiva ou errada, erros nos dados do doador, atrasos, enfim, os riscos são muito grandes para basear sua escolha de forma aleatória. A análise deve ser precisa, observadas apenas as substâncias no interior do fio de cabelo, com cuidado na hora da coleta e da análise, para não haver risco de contaminação.

Ao escolher um laboratório não credenciado ou não confiável, você ainda corre risco de ter um “falso positivo” e, mesmo exigindo nova análise, atrasa o processo de habilitação. Aliás, atraso na entrega do resultado é outro fator a se preocupar – se o laboratório ultrapassa os 30 dias após o vencimento da sua CNH, você fica impedido de dirigir até que todo o processo seja concluído.

Não fique sujeito a erros que possam prejudicar o seu trabalho, o Laboratório Sodré é credenciado e está preparado para te atender, compre seu exame toxicológico no www.sodretox.com.br

1